Novas obras à vista: as cargas vão passar

 O governo estadual deve concluir até 2016 pelo menos nove obras que estão sendo implementadas na Região Metropolitana. Os serviços viários, além de atenderem o transporte individual e coletivo, terão a função ainda de desafogar o tráfego de cargas, principalmente daquelas embarcadas e desembarcadas nos portos da Grande Vitória. Vai ajudar também o fluxo das cargas que abastecem o comércio.

"O governo estadual está buscando todas as alternativas possíveis para reduzir os gargalos logísticos objetivando melhorar a logística do Espírito Santo, reduzir os custos no transportes de carga e recuperar a competitividade dos nossos portos", explicou o secretário de Transportes e Obras Públicas, Fábio Damasceno.

A falta de investimento em logística nos últimos anos - os investimentos em portos, rodovias federais e aeroportos, não custa lembrar, são de responsabilidade do governo federal - é responsável pela perda de competitividade de uma das principais vocações do Estado, o comércio internacional.

Sem a realização dos investimentos previstos na área de logística, o Espírito Santo, por mais de uma década, vem convivendo com problemas que se transformaram em gargalos que minam a competitividade dos portos. E a atividade portuária, por conta desses entraves, teve os custos elevados e a competitividade reduzida.

Uma das reclamações dos usuários do Porto de Vitória é a dificuldade de acesso dos caminhões para a entrada e saída de cargas diversas. O problema deverá ser solucionado com a construção do Portal do Príncipe, que terá uma via de acesso ao Porto de Vitória de uso exclusivo para caminhões. A via dará acesso dos caminhões ao porto, a partir das Cinco Pontes.


Comentário

  • Nome Completo:
    Email:
    Digite aqui seu Comentário:
    Enviar
Espírito Santo em Ação © Copyright 2009, Asevila

Av. Luciano das Neves, 209, Edf. Dom Estevam, sala 506, Centro, Vila Velha - ES
CEP: 29.100-201 / CNPJ: 09.238.172/0001-72